CENA POLÍTICA – QUARTA-FEIRA, 19 DE FEVEREIRO

PERÍODO TURBULENTO

Ontem, terça-feira (18/2), o governo estadual conseguiu aprovar, em primeiro turno, a PEC da Reforma da Previdência do Estado, com 57 votos favoráveis. Agora, a proposta será votada em segundo turno, após serem concluídas seis horas de discussão. “Vamos precisar atuar de forma conjunta e articulada para evitar que a reforma avance”, disse Paulo Fiorilo. O deputado lembra que a Assembleia também vai discutir o PLC 80/2019, que trata das mudanças nas aposentadorias e pensões do Regime Próprio de Previdência dos Servidores Públicos. “Vamos ter um período turbulento”, afirmou Fiorilo.

 

O PEQUENO DITADOR

O presidente da Assembleia Legislativa, Cauê Macris, utilizou todo o seu repertório autoritário para acelerar a votação em segundo da Reforma da Previdência proposta por João Doria. Impediu os deputados de formularem questões de ordem e cortou microfones. O público das galerias reagiu chamando-o de ditador. A deputada Professora Bebel disse que em nenhum outro parlamento um projeto dessa envergadura seria votado sem a realização de audiências públicas. “O governo quer ferrar a vida de quem carrega o Estado nas costas. Mas os servidores estarão aqui para acompanhar a votação”, afirmou Bebel.

 

AUTORITARISMO

Um trabalhador recebe voz de prisão do presidente da Assembleia Legislativa, Cauê Macris (PSDB), durante a discussão da PEC da reforma da Previdência para servidores do Estado de São Paulo.  O manifestante, segundo aqueles que acompanhavam a discussão nas galerias do plenário, fez apenas um gesto com as mãos, indicando que os parlamentares favoráveis à proposta eram ladrões. Cauê Macris que já havia determinado que microfones fossem desligados, impedindo que deputados se manifestassem, aprofunda o autoritarismo e desrespeita o direito à liberdade de expressão.

 

IDIOTICE NO PARLAMENTO

Depois de o presidente da Assembleia Legislativa pedir à Policia Militar que desse voz de prisão a um trabalhador que se posicionava contra a reforma da previdência, o deputado Emídio de Souza subiu à tribuna e disse: “Idiotice sempre houve no mundo. Mas o problema é quando ela assume postos de comando nos parlamentos. Sempre desconfio de autoridades que falam grosso com pessoas mais fracas e falam fino com pessoas poderosas.”

 

PSL GARANTE VITÓRIA DE DORIA

“Enquanto um lado da Assembleia está cheio de funcionários públicos e trabalhadores honestos que lutam por seus direitos, de outro, escondem-se aqueles que mudam de posição da noite para o dia.” O deputado Enio Tatto comentou o que aconteceu na votação de ontem da Reforma da Previdência. Entre a primeira votação e a segunda, faltavam três votos para atingir os 57 necessários para a aprovação da PEC. Quem garantiu esses votos foi o PSL: com Letícia Aguiar e Douglas Garcia. O PSL é um braço de Doria e contribuiu no total com nove votos.

 

HERDEIROS DA CHIBATA

O líder do PT, Teonilio Barba, respondeu aos deputados que acusam a bancada do PT de travar um debate ideológico sobre o projeto da Reforma da Previdência. “A discussão aqui hoje é sim ideológica e de direitos. Há setores do PSL que são herdeiros da chibata, do passado escravocrata, donos de terras e de frigoríficos. São parceiros do agronegócio. Defendem o chicote nas costas dos trabalhadores.” O líder petista também se solidarizou com as deputadas mulheres dos partidos de esquerda, que foram atacadas e alvo de xingamentos durante os debates de plenário.

 

MACHISMO E ATROPELOS

A deputada Beth Sahão comentou atitudes do presidente da Casa em relação à Professora Bebel. “O machismo, às vezes, é muito sutil, está no gesto, no olhar e nas palavras”, disse a deputada. Beth também elencou algumas questões que afetam a tramitação da reforma. A designação da relatoria especial para passar o projeto a toque de caixa, a prática da troca de favores para obter o apoio dos deputados e o atropelamento para votar a proposta nesta semana. A deputada também rebateu o argumento de que essa reforma não vai ser a salvação da lavoura. “Os R$ 900 milhões de economia serão utilizados para viagens, para publicidade e para beneficiar os amigos do governador.”

 

OS 58 ANOS DE OSASCO

O deputado Emídio de Souza fez uma homenagem aos 58 anos da cidade de Osasco. Segundo ele, a cidade viveu nas últimas décadas uma epopeia. Transformou-se na sexta cidade mais forte do Brasil. Houve investimentos em infraestrutura, em desenvolvimento de tecnologia e inovação, capacitação de mão de obra e várias medidas atrair novas empresas gerar emprego e renda. “Tenho a alegria de ter contribuído para esse crescimento”, disse o deputado, que administrou a cidade de 2005 a 2012.

 

 

 

PATRULHA OU MILÍCIA RURAL?

Na Comissão de Segurança Pública e Assuntos Previdenciários, o deputado Luiz Fernando pediu vistas de projeto de lei do deputado Carlão Pignatari (PSDB) que autoriza o governo a criar políticas públicas de patrulha rural. A propositura permite à Secretaria da Segurança organizar unidades de patrulhamento rural vinculadas à Polícia Militar. Admite convênios com associações e outras instituições da sociedade civil para viabilização de meios necessários para o funcionamento das Patrulhas Rurais. A proposta abre brechas para regularizar a organização de milícias rurais e a utilização das forças de repressão do Estado para atender objetivos e interesses de grupos privados.

 

FALHAS NAS OBRAS DO RODOANEL

O deputado José Américo pediu ao presidente da Comissão de Transportes e Comunicações da Alesp que encaminhe requerimento ao governo do Estado para que envie cópia do relatório produzido pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) na auditoria feita sobre a construção do trecho Norte do Rodoanel. O instituto identificou 1.291 falhas nos seis lotes da obra que liga a rodovia Presidente Dutra ao aeroporto de Guarulhos e à rodovia dos Bandeirantes, 59 delas consideradas grandes. As empreiteiras responsáveis por esses trechos são a Mendes Júnior/Isolux, OAS, Acciona e Construcap/Copas.

 

 

Acompanhe abaixo as transmissões ao vivo sobre a luta da bancada do PT na Alesp e dos servidores públicos contra a Reforma da Previdência. É só clicar no play! 

#AoVivoDebate sobre a Reforma da Previdência do Estado de SP, a PEC 18/2019 de Doria, governador esquenta na Assembleia Legislativa de São Paulo. Um servidor recebe voz de prisão do presidente da Casa, o deputado Cauê Macris (PSDB), pois segundo servidores o senhor presente, fez apenas um gesto com as mãos, indicando que os parlamentares favoráveis à proposta eram ladrões. Uma nítida liberdade de expressão. Na noite desta terça (18), o governo João Doria (PSDB) aprovou por 1 voto, a proposta de emenda constitucional 18/2019, que trata da reforma da previdência, e que também representa uma reforma administrativa.A proposta de Doria repete as maldades de Bolsonaro e faz novos ataques aos direitos dos trabalhadores, como, por exemplo, acabar com a sexta parte e quinquênios, e por isso é pior que a realizada pelo governo federal.Em 10 anos, o roubo do bolso dos servidores será de 32 bilhões. Já o aumento da contribuição sobe de 11% para 14% e a arrecadação será de R$ 10,8 bilhões.

Publicado por Jornalistas Livres em Quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

#AoVivoDireto da Assembleia Legislativa de SP, saiba aqui tudo sobre a polêmica da Reforma da Previdência de Doria em SP. Os servidores públicos estão resistindo dentro do 2o maior parlamento do país, desta vez, para reduzir danos ao Projeto que segue para aprovação do 2o turno da proposta. Entenda.

Publicado por Jornalistas Livres em Quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

#AoVivoA intervenção do deputado estadual Ênio Tatto contra a Reforma da Previdência de Doria e a lição dada pelo parlamentar a Douglas Garcia.

Publicado por PT Alesp em Quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

#AoVivoPlenários menores da Alesp lotados de servidores públicos que foram impedidos de entrar no plenário, onde o debate em 2o turno sobre a PEC 18/2019 acontece. Somos contrários à proposta da Reforma da Previdência de Doria.

Publicado por PT Alesp em Quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

 

Publicado por Beth Sahão em Quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

Há pouco, falei com a Globo News sobre o embate, na Assembleia Legislativa, para impedir a aprovação da reforma da Previdência dos servidores estaduais. Assista o vídeo!#MandatoPopular

Publicado por Teonilio Barba Lula em Quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

#AoVivoChega ao fim o debate em 2o turno da Reforma da Previdência de Doria em SP. Partidos de esquerda fazem balanço sobre a luta contra o projeto.

Publicado por Jornalistas Livres em Quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

 

 

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *