O deputado Barba acompanhou a entrevista de Lula em SBC

O atual líder da bancada do PT na Assembleia Legislativa, o deputado Teonilio Barba esteve presente, nesta quarta (10/3), no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, acompanhando a coletiva de imprensa com o ex-presidente Lula, após a anulação de suas condenações, ação tomada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin.

Sobre a medida de Fachin, Barba declarou que: “é o início da reparação de uma grande injustiça cometida contra o presidente. Fachin considerou que a justiça de Curitiba não tem competência para julgar nenhum dos casos em que Lula é acusado. Sem dúvida um lampejo de esperança para o povo brasileiro!”

Ao fundo, de camisa azul, o deputado Barba acompanha a entrevista, ao lado de dirigentes do PT e de jornalistas

Visivelmente feliz, Barba declarou que mesmo diante de tantas perseguições e injustiças cometidas contra o ex-Presidente , ele se manteve firme em sua postura, sabendo que a verdade estava ao seu lado.

E completou: “nesta segunda feira, a verdade veio a tona com a decisão do Ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin. Verdade esta, que ganhou ainda mais força com o julgamento da suspeição do Juiz Sergio Moro, mostrando que ele sempre atuou não de acordo com a justiça, mas por interesses políticos.
Fiz questão de estar presente no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC para prestigiar o melhor Presidente da história do Brasil. Neste momento em que temos quase 270 mil pessoas mortas por Covid 19, além de uma profunda crise econômica que já deixa mais de 14 milhões de pessoas desempregadas e coloca o Brasil de volta no mapa da fome, é bom ouvir o que tem a dizer um verdadeiro estadista, como Lula. Com Lula pleno de seus direitos políticos e podendo voltar a disputar as eleições, volta a esperança de um Brasil mais prospero, justo e melhor para todos e todas.”

Antes de responder perguntas de jornalistas do Brasil e do mundo, Lula falou sobre como se constrói um projeto de nação, sobre soberania nacional e cuidados com o povo. Lembrou ainda sobre a necessidade urgente de gerar emprego para o povo e riquezas para o país.

Abaixo, alguns trechos das falas de Lula, na manhã de quarta, 10 de março de 2020, um importante dia histórico para o Brasil e o mundo: 

“Faz quase 3 anos que saí daqui desse sindicato para me entregar na Polícia Federal. Muitos foram contra. Sabiam que estavam prendendo um inocente. Como eu tinha clareza das mentiras contadas sobre mim, tomei a decisão de provar minha inocência de dentro da prisão.
Eu tinha tanta consciência da certeza que esse dia chegaria. E ele chegou. Quando decidi marcar essa entrevista, muita gente se preocupou com meu humor. Se tem um cidadão com razão de estar magoado com as chibatadas que recebeu sou eu. Mas não estou.
Estou muito de bem com a vida. A lava jato desapareceu da minha vida. Estou satisfeito que tenha sido reconhecido o que meus advogados diziam. Sei que é constrangedor pra quem me acusou parar de acusar. Olha como eu tô muito mais sereno do que o Bonner ontem dando a notícia…
Só queria dizer que estou em uma idade que não há em mim mais espaço pra guardar ódio. Fui abençoado por Deus por muitas coisas. Se não fosse isso não teria chegado a ser presidente. A primeira eleição que disputei só tinha doutor… Eu podia não ter chegado aqui. Mas eu cheguei.
Sei o que minha família passou. Que a Marisa morreu. Poderia estar magoado. Mas não estou. A dor q sinto não é nada diante da dor q sofrem hoje milhões de brasileiros. A dor que eu sinto não é nada perto do que sentem os familiares das quase 270 mil vítimas do coronavírus.
Quero avisar que vou voltar a andar por esse país pra conversar com esse povo. O povo não pode permitir q um homem q causa os males q Bolsonaro causa continue governando. Não sei o que vamos fazer, mas vamos precisar fazer.
Quero conversar com a classe política. Preciso conversar com os empresários. Quero saber que loucura é essa. Eles precisam entender que se eles quiserem crescer, o povo precisa ter renda. Não tenham medo de mim. sou radical porque quero ir na raiz dos problemas, porque quero um país justo”

Com informações das redes sociais do deputado Teonilio Barba e fotos de @cylabg2 e @katiapassossss 

 

Se preferir, acompanhe a íntegra da entrevista aqui: https://www.youtube.com/watch?v=FOp11Zm-eIc

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *