PT Alesp


Notícias

16/08/2018

SAÚDE

Membros da CPI das OSSs fazem diligência no Hospital Nardini, em Mauá

Crédito: ABCDOABC
Os deputados que compõem a CPI das Organizações Sociais de Saúde fizeram a terceira diligência desde o início dos trabalhos da CPI. Visitaram uma unidade de saúde gerida por uma OSS. Desta vez, o escolhido foi o Hospital Nardini, em Mauá, que atende três cidades do entorno.

Ao que os deputados perceberam, o primeiro andar era aparentemente organizado, diferente dos demais, com tapumes escondendo obras, cadeiras e sofás rasgados espalhados e empilhados e até mesmo medicamentos de alto custo vencidos.

Os deputados tiveram dificuldade de entrar no local. Sem um superintendente para recepcioná-los, foram recebidos por funcionários que tentaram dissuadir os parlamentares de entrar.
O Hospital Nardini é gerido pela OSS Fundação ABC. Matéria feita pela TV Alesp, TV da Assembleia Legislativa, que fez reportagem sobre a diligência, mostra uma paciente que estava há 12 horas na unidade de saúde. Com gravidez de alto risco, ela aguardava para fazer exames e ser consultada novamente.

A maternidade na unidade está em obras desde 2015. O deputado do PT, Carlos Neder, falou da necessidade de aquisição de materiais permanentes e equipamentos para o hospital com ajuda do Governo do Estado.

MUITO RUIM - “É muito ruim o trabalho que a Fundação ABC vem fazendo em Mauá. Temos ficado com pé atrás com as OSSs, que estão se tornando agenciadoras que contratam empresas de recrutamento e hospitais não têm melhorado”, observou o deputado José Américo, do PT, ao término da exibição da matéria na reunião da CPI das OSSs ocorrida em 158. José Américo é suplente do deputado Carlos Neder na comissão.


 Tags

 Versão de impressão Enviar para amigo