PT Alesp


Notícias

18/08/2017

SEGURANÇA PÚBLICA

Em reunião com Márcia Lia, PM confirma aumento de roubos em Araraquara

Dados foram apresentados durante reunião do conselho político da deputada Márcia Lia na AAEE, na noite de segunda-feira

A Polícia Militar confirmou o aumento de roubos em Araraquara e a preferência dos criminosos por bairros da Zona Norte da cidade, durante reunião do conselho político do mandato da deputada estadual Márcia Lia realizada na Associação de Atendimento Educacional Especializado (AAEE), no Jardim Imperador, na noite de segunda-feira (14).

“A preocupação dos moradores do Jardim Imperador com segurança pública é algo recorrente e essa conversa com a Polícia Militar e a com a Secretaria de Cooperação de Assuntos em Segurança Pública é um pedido antigo. Foi muito importante receber o coronel João Alberto e o capitão Ricardo Domingos para esclarecer e dar ideias”, fala a deputada Márcia Lia.

O encontro reuniu moradores da região, lideranças dos bairros, integrantes do grupo Pedal Legal, que pontuaram sobre as ocorrências de roubos, os casos de furtos contra ciclistas, tráfico e falta de programas sociais nos novos conjuntos habitacionais no Selmi Dei.

O capitão Ricardo Domingos participou da reunião representando o comandante do 13º Batalhão da Polícia Militar, Adalberto José Ferreira, mostrando estatísticas e projetos da PM. “A maior preocupação da cidade e da PM hoje é com roubos, que têm crescido nos últimos seis anos e nestes meses mais ainda. E essa região do grande Imperador é realmente o maior alvo. Destes casos, 75% são roubos de celular e as vítimas são mulheres jovens. Mas estamos trabalhando.

Tem mais pessoas presas e crimes solucionados”, diz o capitão, lembrando que a cidade passou por uma situação incomum, com cinco homicídios em um mês. “Dos cinco, quatro foram passionais e com uso de arma branca, ou seja, não tínhamos como evitar. Quatro estão identificados, três presos e os demais perto de serem finalizados”, afirma.

A boa notícia é que os furtos de veículo caíram nos últimos três meses, sendo 30% este mês em comparação com agosto do ano passado.

A Polícia Militar, ainda segundo o capitão, tem feito um trabalho mais próximo dos grupos de ciclistas para evitar os roubos. Uma das ações foi montar um grupo com líderes de cada grupo e a PM para manter uma comunicação constante.

A deputada Márcia Lia ainda lembrou que as polícias civil, militar e técnica estão sofrendo nos últimos anos com a falta de reposição de quadro por parte do Governo do Estado. Os concursos são abertos, mas os aprovados não são contratados. “Estão todos sobrecarregados porque não há substituição para exonerados, aposentados e afastados por problemas de saúde. É injusto com os servidores e com a população, porque prejudica a qualidade dos serviços.”

O coronel João Alberto lembra, diante disso, que a administração municipal está assumindo atribuições de segurança pública, que é assunto de instâncias superiores. “O município está integrando as forças policiais para ouvir a comunidade. Criamos o gabinete de ação integrada para discutir segurança e propor ações de saúde, educação, assistência social onde há maior dificuldade.”

O conselheiro Gilmar Justino, que é agente penitenciário, apresentou à deputada um pedido para apoiar a criação da polícia penitenciária, que ajudaria na valorização dos agentes e tiraria a responsabilidade de escolta dos policiais militares e civis. A proposta foi apoiada pelo capitão Ricardo Domingos.

O bispo Alexandre Lemos ressaltou a necessidade de projetos sociais e de contenção ao tráfico no Selmi Dei. O coronel João Alberto e a presidente do Fundo Social, Cidinha Silva, lembraram que os programas sociais, de esporte e cultura da Prefeitura serão apresentados até o final do mês e estão sendo tratados pelo prefeito Edinho Silva com a máxima prioridade. “Precisamos dar atenção às crianças e adolescentes porque hoje estão sendo usadas pelos adultos para o tráfico e eles só têm essa opção, só o tráfico”, diz o coronel.



 Tags

 Versão de impressão Enviar para amigo