PT Alesp


Notícias

07/06/2017

CENA POLÍTICA

Atuação dos deputados nesta quarta-feira

Crédito: Marina Moura
CENA POLÍTICA
Atuação dos deputados nesta quarta-feira
AUSÊNCIA
Há oito meses a Comissão de Finanças e Orçamento da Alesp aguarda a prestação de contas do Secretário de Estado da Fazenda sobre as metas de investimentos do Estado e explanações sobre como SP está enfrentando a crise econômica.

SEM VERBA
Em janeiro, o governador Alckmin reduziu R$ 5 bi do total do Orçamento deste ano, aprovado pelos deputados no final do ano passado. O Metrô perdeu R$ 47 milhões, o que representa 60% dos gastos com manutenção.

ASSÉDIO NOS VAGÕES
O aumento de mais 300% de denúncias de casos de assédios sexual das mulheres, e outras situações de violência, era o foco dos questionamentos que a deputada Beth Sahão pretendia fazer na Comissão de Direitos Humanos ao secretário de Transportes e ao presidente do Metrô, mas eles não compareceram.

TARIFA ABUSIVA
Por iniciativa do líder Alencar Santana Braga, a luta dos deputados do PT contra o aumento das tarifas subiu mais um degrau na Justiça. O Tribunal de Justiça já tinha considerado abusivos os aumentos dos bilhetes temporais e das integrações entre trilhos e ônibus da EMTU e da SPTrans. Agora, no STJ, se o recurso for julgado procedente, Dória e Alckmin sofrerão outro revés e terão que recuar.
ABRAM ALAS
O Bloco Eureca, que atua há 20 anos e atende cerca de 7 mil crianças nas regiões de Sapopemba, São Vivente e São Bernardo do Campo, recebeu homenagem das deputadas Márcia Lia e Leci Brandão. Ambas dirigem a Frente Parlamentar Pela Defesa dos Direitos de Crianças e Adolescentes.

APROFUNDAR AS INVESTIGAÇÕES
A CPI da Cartelização da Citricultura ouviu hoje dois produtores de suco de laranja de SP considerados de pequeno-médio porte. O deputado José Zico Prado, membro da CPI, fez requerimento para que experts no tema sejam ouvidos para ajudar nas investigações.

PLANTÃO PLENÁRIO
Os deputados do PT derrotaram esta semana duas vezes o governo Alckmin, que não obteve quórum para aprovar o projeto de lei que permite o governo entregar imóveis que pertencem ao Sistema Previdenciário dos Servidores Públicos a um Fundo de Investimento Imobiliário. No projeto não consta quais imóveis seriam vendidos e nem o valor a ser arrecadado. Os deputados do PT têm criado obstáculos à votação.



 Tags

 Versão de impressão Enviar para amigo

Leia mais