PT Alesp


Notícias

15/12/2015

Parque dos Búfalos

Movimento de moradia discute projeto do Residencial Espanha

A polêmica do Residencial Espanha e do Parque dos Búfalos envolve uma área de 830 mil metros quadrados na região de Pedreira e Cidade Ademar, zona oeste de São Paulo. Em 19/11/2015, a prefeitura de São Paulo assinou decreto criando o Parque dos Búfalos, destinando 66% da gleba para a área verde e 23% para a construção de conjunto habitacional com moradias que beneficiarão 14 mil pessoas.

Grupos que defendem a construção de moradias enfrentam oposição de setores que pretendem ver o parque mantido na íntegra, sob o argumento de preservação de nascentes e dos arredores da represa Billings. Em apoio à causa habitacional, o deputado Enio Tatto (PT) participou de reunião promovida nesta terça-feira, 15/12, na Assembleia Legislativa, pelo Movimento de Moradia Missionária/Cidade Ademar (Cecasul).

"Parabenizo o movimento por esses dois anos de luta. As dificuldades para que o projeto avançasse, sob a alegação de cuidados com mananciais e preservação, vinham na verdade de preconceito contra os benefícios à população da periferia", observou Tatto.

Para ele, a oposição à iniciativa tinha simplesmente o objetivo de atrasar. O deputado afirmou que o projeto do Residencial Espanha/Parque dos Búfalos foi elaborado cuidadosamente, preocupado com a preservação, mas também com o déficit de moradia popular. "A habitação é a melhor forma de fazer a preservação ambiental", concluiu Tatto.

Representante do Movimento de Moradia Missionária/Cidade Ademar, Osvaldir Freitas, afirmou que a reunião é parte de um diálogo já iniciado com secretarias municipais, a comunidade e a construtora Emccamp, para discutir aspectos da obra.

Na reunião desta terça-feira, Helen Maximo, da empresa Krav Consultoria Ambiental, que presta serviços à construtora, destacou questões ambientais relativas ao empreendimento. Entre os benefícios elencados por ela estão, além da criação do parque e da construção de moradias para populações em situação de vulnerabilidade, a geração de empregos e a implantação de infraestrutura de esgotamento sanitário, água e energia.


 Tags

 Versão de impressão Enviar para amigo