PT Alesp


Notícias

18/11/2014

Má gestão

Em plena crise da água rompimentos de adutoras da Sabesp provocam vazamento de grandes proporções


Em plena crise da água rompimentos de adutoras da Sabesp provocam vazamento de grandes proporções

Em plena crise de falta d’água a cidade de são Paulo vive uma sequencia de rompimentos de adutoras da Sabesp, provocando desperdício de água com vazamento de grandes proporções nas ruas e no caso mais recente com estrago em moradias.
Neste ano, desde outubro ocorreram três casos mais significativos; o primeiro foi na zona norte da capital e resultou em três mil pessoas atingidas e desabastecidas. Na primeira quinzena de novembro, outra adutora se rompeu e segundo a Sabesp durante a madrugada um poço pertencente à uma rede de esgotos foi danificado por um grande volume de água.

De acordo com a companhia, uma vistoria irá diagnosticar a causa da origem do volume deste fluxo de água. Mais recentemente foram dois casos um dia 15 e outro dia 18 de novembro, no primeiro o rompimento de adutora inundou a garagem de um edifício residencial na capital e os moradores tiveram que retirar os veículos do estacionamento.

O último ocorreu na madrugada desta terça- feira (18/11), quando moradores de um condomínio da região de Taboão da Serra foram surpreendidos com água e lama que derrubaram o muro que havia no local. Veículos que estavam no estacionamento também foram atingidos pela água. O problema só não foi maior porque os operários que trabalhavam na adutora conseguiram fechá-la rapidamente.

Em nota a Sabesp, informou que o rompimento ocorreu quando uma "contratada fazia o teste de uma nova tubulação". Ainda segundo a empresa de saneamento básico, as causas do rompimento serão investigadas e os moradores devidamente indenizados. (rm)


 Tags

 Versão de impressão Enviar para amigo