PT Alesp


Notícias

11/06/2018

ORÇAMENTO 2019

Audiência Pública em Itapetininga: Saúde é área delicada para população

Crédito:
Saúde foi o tema mais recorrente entre os retratados durante a 6ª audiência do orçamento do Estado para 2019, que ocorreu nesta segunda-feira (11) na Câmara Municipal de Itapetininga.
Na região de Sorocaba, onde a cidade está localizada, um dos itens que terão sofre mais impactante é justamente a Saúde. Se em 2017 estavam previstos investimentos de R$ 135 milhões em expansão e modernização da Saúde, em 2018 o valor foi de apenas R$13 milhões, uma queda de R$121 milhões, segundo o Projeto de Lei das Diretrizes Orçamentária (PLDO) 2018.

O diretor regional do SindSaúde, André Antonio Fonseca Diniz, relembrou o ajuste pífio de 3,5% concedido à categoria este ano, com aprovação da lei 1317/18. Segundo ele, a porcentagem equivale apenas a incremento de R$40, muito abaixo do defasado salário da categoria.

O membro do SindSaúde, dentre outros participantes da audiência, como vereadores da região, também relembrou da falta de um hospital em Itapetininga e do Conjunto Hospitalar de Sorocaba “que está sendo sucateado ano a ano”, e em processo de privatização. Apontou que faltam 1000 profissionais no local e os profissionais que restaram não conseguem atender a população a contento.

Além disso, há a questão da terceirização:

“Terceirizar serviço público não é melhor solução. A CPI das OSS , mostra que governo investe mais em OSS e não tem melhor qualidade nos atendimentos”, constatou o diretor regional do SindSaúde.

Até mesmo o vice-prefeito Itapetininga, Coronel Pintor, destacou em sua fala a preocupação com a saúde na região.

“Itapetininga tem trabalhado com dificuldade orçamento. Mais difícil é a saúde, que teve verba reduzida em 10% em 2017 (...) Temos um hospital que atende 13 municípios do entorno, com característica de regional. Agora Governo manteve redução de 5%. Para 2019, é preciso corrigir defasagem e reestudar despesas hospitalares para melhor equilíbrio de verbas destinadas à saúde”, completou.

POLÍTICAS PARA CONTER DESEMPREGO

Paulo Dias, representante do deputado do PT Teonilio Barba, mora há algum tempo em Itapetininga. Para ele, uma questão que precisa ser urgentemente tratada na cidade e entorno é a do desemprego.
“Faço um apelo para Alesp pensar em políticas urgentes para geração e transferência de renda e emprego, como criação de uma frente de trabalho. Estamos voltando à situação da fome. Itapetininga conheço famílias que passam fome”, relatou.

TRANSPORTE TAMBÉM SOFRERÁ GRANDES CORTES

Outras áreas que serão afetadas com os cortes do Governo do Estado, ao analisar o Orçamento 2019, são recapeamento e asfaltamento das estradas vicinais, que de R$ 179 milhões previstos em 2017, teve número reduzido a R$ 39 milhões em 2018, uma queda de R$ 139 milhões.



 Tags

 Versão de impressão Enviar para amigo