PT Alesp


Notícias

16/05/2018

CPI DO CONDEPE

NOTA DO MNDH-SP SOBRE A CPI DO CONDEPE

Crédito:
A CPI do CONDEPE liderada por dois Coronéis e Deputados na Assembleia Legislativa de São Paulo foi criada com objetivo claro de reforçar o Golpe Parlamentar de 2016 da Presidenta Dilma Rousseff para impor uma agenda de retrocesso aos direitos humanos, e com anuncio da CPI procurou criar uma situação de suspeita e instabilidade a todos os militantes de direitos humanos com ilações de ligação com o crime organizado de São Paulo. Tal inciativa era reforçada durante a CPI pelo Coronel Telhada que enviava vídeos em suas redes sociais, afirmando que "os defensores de bandidos tinham se transformado nos próprios bandidos, assim como todos os defensores de direitos humanos", e ampliou suas aparições no meio fascista.

A mitigada CPI, que se quer partiu das investigações policiais, tinha como escopo investigar os membros do CONDEPE e as entidades, intento derrotado durante a CPI pelas ações dos Deputados do PT e da assessoria do CONDEPE. Queria o Coronel Telhada devassar as entidades e com isto criar instabilidade entre os militantes, fato que não ocorreu pela união das entidades e dos militantes de direitos humanos que atuam no CONDEPE.

O relatório final apresentado hoje dia 16/05/18 não trouxe nenhum resultado concreto ao objetivo inicial dos militares, ao contrário, foram derrotados no conteúdo e tiveram que reconhecer a seriedade dos militantes e das entidades bem como dos membros do CONDEPE compreendendo ser a prisão do Luiz Carlos um ato isolado e pessoal como assim constou de sua Sentença criminal.
Ao contrário, o relatório do PT mostrou que a CPI não passou de um cenário político do fascismo e que nada investigou ou apontou de irregularidades do CONDEPE, mostrando a farsa da bancada da bala sobre o tema.

Parabenizamos aos conselheiros do CONDEPE a todas as entidades de direitos humanos bem como a liderança do PT que soube mais uma vez derrotar a direita sem conteúdo, quando o assunto é direitos humanos.

Vida longa ao CONDEPE e aos militantes de direitos humanos.

Coordenação Estadual – MNDH/SP


 Tags

 Versão de impressão Enviar para amigo