PT Alesp


Notícias

20/02/2018

CENA POLÍTICA TERÇA-FEIRA (20/2)

Crédito:
*LULA PRESIDENTE*
A comemoração dos 38 anos do Partido dos Trabalhadores será muito especial. Ela vai marcar o lançamento da candidatura de Lula à Presidência da República. O evento será realizado na quinta-feira, 22/2, na Casa de Portugal, avenida da Liberdade, 602, bairro da Liberdade, São Paulo, às 19 horas.

*NOTA SOBRE REAJUSTE DOS SERVIDORES PÚBLICOS*
Os deputados do Partido dos Trabalhadores emitiram nota exigindo do governador Geraldo Alckmin o respeito à valorização e isonomia dos servidores estaduais. “Embora disponha de recursos orçamentários para oferecer reajuste linear de 7% para todas as categorias do funcionalismo, o governador Geraldo Alckmin discrimina a maioria dos trabalhadores com aumento escalonado nos percentuais de 3,5% para os servidores em geral e 4% para as Polícias Civil e Militar, o que está muito longe de reparar as perdas salariais acumuladas de aproximadamente 24%, conforme índice da inflação com base no IPCA”, diz a nota.
https://goo.gl/hkxmgC

*INTERVENÇÃO ESTÁ NA MODA*
Essa é a opinião do deputado Marcos Martins, manifestada na tarde desta terça (20), na Comissão de Saúde da Alesp, que recebeu o secretário de Estado da Saúde, David Uip, para a apresentação de contas. Martins teve sua pauta retirada da reunião pelo presidente da Comissão, Cezinha de Madureira (DEM). O parlamentar petista faria diversos questionamentos ao secretário sobre a febre amarela, para poder esclarecer a população sobre os cuidados e as ações necessárias, que até agora não foram feitas por Alckmin e sua equipe de Saúde.
goo.gl/PKqjGV

*MANDOS E DESMANDOS*
A deputada Beth Sahão protocolou hoje, na Alesp, questão de ordem que pede que a presidência da Casa anule, imediatamente, todos os atos realizados em reunião da CPI do CONDEPE que não atingiu quórum. Na ocasião, o deputado Coronel Telhada ouviu uma das testemunhas chaves para a investigação, sem a presença do número regimental de parlamentares.
https://goo.gl/7BZaXS

*A INSENSIBILIDADE DE ALCKMIN*
O deputado Enio Tatto reagiu ao veto imposto pelo governador Geraldo Alckmin a projeto de lei de sua autoria que previa transporte gratuito para pessoas com câncer ou pacientes de doenças crônicas, que tenham renda mensal igual ou menor a um salário mínimo. Tatto disse que Alckmin, apesar de ser médico de formação, mostra total insensibilidade com a condição de pessoas doentes. O parlamentar vai persistir na causa e buscará apoio dos deputados para derrubar o veto.


 Tags

 Versão de impressão Enviar para amigo