PT Alesp


Notícias

20/10/2017

CONTRASTES

Alckmin afaga Temer e castiga o povo trabalhador do Estado

Crédito: ESTADÃO
Para cumprir acordo de renegociação da dívida com a União, Geraldo Alckmin abre os braços a Temer e cerra os punhos contra os trabalhadores e a população do Estado. O PL 920/2017, encaminhado pelo governador à Assembleia Legislativa, pretende limitar, nos próximos dois anos, o crescimento das despesas primárias correntes do Estado à variação da inflação.

Isso significa que, nos próximos dois anos, os gastos correntes e investimentos em educação, saúde, transporte e segurança ficarão congelados, com efeitos drásticos sobre a oferta e a qualidade desses serviços, essenciais para a população mais pobre.

Se o PL 920/2017 for aprovado, os trabalhadores da administração pública estadual também serão duramente castigados. Além de terem seus salários congelados, sem perspectiva de reajustes, também serão afetados em sua evolução funcional com a suspensão dos pagamentos de quinquênios, da sexta-parte e outras formas de progressão típicas de cada carreira.

É notável na proposta de Alckmin o silêncio ensurdecedor em relação aos grandes devedores do Estado é às desonerações fiscais a diversos setores empresarias. Como se esses itens não influenciassem nas contas públicas.

Para os tucanos, os interesses da elite econômica são imexíveis. Por isso, o governo tucano mira nas despesas correntes. Ou seja, quem pagará a conta são aqueles que mais precisam do Estado: a população e os trabalhadores do setor público estadual.

Nesta semana, várias entidades do funcionalismo estaduais expressaram sua revolta em relação ao projeto em audiência pública realizada na Assembleia Legislativa e preparam uma grande mobilização para barrar o PL de Alckmin, com uma paralisação no dia 27/10.

A bancada estadual petista conseguiu arrancar, na última reunião do Colégio de Líderes, o compromisso de uma nova audiência pública para que os secretários da Fazenda e de outras pastas afetadas expliquem todos os efeitos da proposta do governador. O encontro será na próxima quinta-feira, 26/10, às 14 horas, no plenário Juscelino Kubitschek, da Alesp.



 Tags

 Versão de impressão Enviar para amigo